PUBLICIDADE

George Floyd: ex-policial é condenado a 22 anos de prisão

Promotores haviam pedido uma pena de prisão de 30 anos para Derek Chauvin, enquanto a defesa solicitou liberdade condicional

25 jun 2021 17h11
| atualizado às 17h27
ver comentários
Publicidade
Derek Chauvin ouve sua sentença em Corte dos EUA
Derek Chauvin ouve sua sentença em Corte dos EUA
Foto: Reuters

O ex-policial Derek Chauvin foi condenado nesta sexta-feira, 25, a um total de 270 meses (22,5 anos) de prisão pelo assassinato de George Floyd, afro-americano cuja morte provocou os maiores protestos em décadas nos Estados Unidos contra a brutalidade policial e reivindicando justiça racial.

O júri considerou Chauvin, de 45 anos, culpado em 20 de abril de assassinato após um julgamento que foi amplamente visto como um divisor de águas na história do policiamento dos Estados Unidos.

Os promotores haviam pedido uma pena de prisão de 30 anos, enquanto a defesa solicitou liberdade condicional.

Vídeo de Chauvin, que é branco, ajoelhado no pescoço de Floyd, um homem negro de 46 anos algemado, por mais de nove minutos causou indignação em todo o mundo e o maior movimento de protesto visto nos Estados Unidos em décadas.

* Com informações da Reuters

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade