PUBLICIDADE

FBI colabora em inquérito sobre ataque hacker na Itália

Ação derrubou agendamento de vacinação contra Covid no Lazio

4 ago 2021 11h13
| atualizado às 11h34
ver comentários
Publicidade

O FBI e a Europol estão colaborando com a Polícia Postal da Itália no inquérito sobre o ataque hacker que atingiu a central de dados do governo do Lazio, região mais populosa do país.

Centro de vacinação contra Covid em Roma, capital do Lazio: agendamentos foram suspensos após ataque hacker
Centro de vacinação contra Covid em Roma, capital do Lazio: agendamentos foram suspensos após ataque hacker
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O objetivo da cooperação é cruzar informações obtidas no exterior para identificar possíveis semelhanças com outras agressões cibernéticas ocorridas nos Estados Unidos e na Europa.

A investigação é liderada pelo Ministério Público de Roma, capital da Itália e do Lazio, e inclui procuradores do núcleo antiterrorismo. O que se sabe até agora é que o ataque começou com a violação da conta de um funcionário regional que estava em home office.

A partir daí, os hackers teriam conseguido chegar a um administrador de rede e se infiltrar no sistema da Central de Elaboração de Dados do Lazio. Em seguida, ativaram um mecanismo que criptografa os arquivos.

Em entrevista coletiva na última segunda-feira (2), o governador Nicola Zingaretti definiu o ataque cibernético como uma "ação terrorista", embora a ofensiva ainda não tenha sido reivindicada.

O ataque mirou sobretudo o sistema de saúde regional e forçou o governo a tirar do ar a plataforma de agendamento de vacinação contra o novo coronavírus.    

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade