PUBLICIDADE

Ex-jogador da Itália toma posse como prefeito de Verona

Damiano Tommasi conquistou bastião da extrema direita italiana

29 jun 2022 - 12h21
(atualizado às 12h33)
Ver comentários

O ex-jogador da Roma e da seleção da Itália Damiano Tommasi tomou posse nesta quarta-feira (29) como novo prefeito de Verona, uma das cidades mais importantes do norte do país.

Damiano Tommasi é o novo prefeito de Verona, antigo bastião da extrema direita italiana
Damiano Tommasi é o novo prefeito de Verona, antigo bastião da extrema direita italiana
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Apoiado por uma coalizão de centro-esquerda, Tommasi, 48 anos, obteve 53,4% dos votos no segundo turno, realizado em 26 de junho, derrotando o prefeito de extrema direita Federico Sboarina, que ficou com 46,6%.

"Essa é a ocasião para agradecer àqueles que contribuíram para esse resultado e a todos aqueles que trabalharam na nossa candidatura", disse Tommasi durante a cerimônia de posse na sede do governo municipal.

"A cidade fez uma escolha, e levá-la adiante é um grande peso, mas também um grande desafio. Espero poder seguir adiante com aqueles que demonstraram vontade de participar e ser protagonistas nessa cidade", acrescentou o novo prefeito.

Tommasi anunciará seu secretariado em meados de julho, mas já se sabe que ele deve nomear uma mulher como vice-prefeita, provavelmente a vereadora Elisa La Paglia, do Partido Democrático (PD).

A vitória do ex-jogador foi uma das mais emblemáticas das eleições municipais deste ano na Itália, uma vez que ocorreu em um dos principais bastiões da extrema direita no país.

Com cerca de 260 mil habitantes, Verona era governada por partidos ultranacionalistas desde 2007, primeiro com Flavio Tosi (por dois mandatos) e depois com Sboarina. Ambos disputaram o último pleito, mas a divisão no campo conservador abriu caminho para o triunfo de Tommasi em sua primeira corrida eleitoral.

O novo prefeito é natural de Negrar, cidade de 17 mil habitantes situada na província de Verona. Após ter iniciado a carreira de jogador profissional no Hellas Verona, time cujas torcidas organizadas são abertamente neofascistas, Tommasi alcançou o estrelato ao atuar por 10 anos como meio-campista da Roma.

Em seu período no clube giallorosso, sagrou-se campeão da Série A ao lado de Francesco Totti e chegou à seleção, tendo defendido a Azzurra na Copa do Mundo de 2002, sempre como titular.

Depois de ter pendurado as chuteiras, comandou durante quase uma década a Associação Italiana dos Jogadores (AIC) e se aproximou da política, culminando com a candidatura a prefeito de Verona, sua primeira experiência eleitoral.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade