0

Ex-arcebispo recorre de sentença por acobertar pedofilia

O australiano Philip Wilson foi condenado a 12 meses de prisão

30 ago 2018
13h30
  • separator
  • 0
  • comentários

O ex-arcebispo de Adelaide, na Austrália, Philip Edward Wilson, condenado em julho passado a 12 meses de prisão por ter acobertado casos de pedofilia na Igreja Católica, recorreu da sentença.

Philip Edward Wilson cumpre prisão domiciliar na Austrália
Philip Edward Wilson cumpre prisão domiciliar na Austrália
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O julgamento da apelação deve ocorrer nos dias 4 e 5 de outubro. Wilson, 67 anos, foi colocado em regime de prisão domiciliar e renunciou ao cargo de arcebispo no fim de julho. Ele é o mais alto prelado da Igreja Católica condenado por crimes ligados a pedofilia.

Wilson foi sentenciado em primeira instância por ter acobertado abusos sexuais contra quatro menores de idade cometidos pelo padre James Fletcher nos anos 1970. O sacerdote foi condenado em dezembro de 2004, mas morreu na cadeia 13 meses depois.

Outro prelado australiano, o cardeal George Pell, próximo ao papa Francisco e prefeito licenciado da Secretaria de Economia do Vaticano, é réu por crimes de pedofilia supostamente cometidos nas décadas de 1970 e 1990.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade