0

Ucrânia já contabiliza 101 mortos por onda de frio

3 fev 2012
06h02
atualizado às 06h45

A onda de frio polar que castiga a Europa Oriental já deixou 101 vitimas fatais na Ucrânia, informou nesta sexta-feira o Ministério da Emergência do país.

Deste total, 64 morreram nas ruas, 26 em suas casas e 11 em hospitais, precisou o Ministério, que contabiliza as vítimas desde a sexta-feira da semana passada. Apenas nas últimas 24 horas, 38 pessoas faleceram por hipotermia.

Na manhã de hoje, as autoridades haviam disponibilizado cerca de três mil espaços com calefação para que os cidadãos possam fugir do frio. As regiões mais afetadas pela onda polar são as da parte ocidental da Ucrânia, junto à fronteira com a Polônia, onde a temperatura mínima durante a madrugada foi de -29º C. Na capital ucraniana, no centro do país, a menor temperatura foi de -28º C.

Diante da gravidade da situação, o Ministério da Saúde proibiu os hospitais de darem alta aos pacientes "sem-teto" enquanto as condições climáticas permanecerem desta forma. Segundo as previsões, a onda de frio se manterá até amanhã, quando as temperaturas subirão a até -10ºC, o que é mais comum para esta época do ano.

Homem usa um saco plástico para se proteger do frio enquanto pesca por uma abertura no gelo do rio Dnipro congelado, em Cherkasy, na região central da Ucrânia. As baixas temperaturas registradas na Europa castigam pessoas que não têm moradia. Só na Ucrânia, mais de 40 pessoas já morreram devido ao frio
Homem usa um saco plástico para se proteger do frio enquanto pesca por uma abertura no gelo do rio Dnipro congelado, em Cherkasy, na região central da Ucrânia. As baixas temperaturas registradas na Europa castigam pessoas que não têm moradia. Só na Ucrânia, mais de 40 pessoas já morreram devido ao frio
Foto: AP
EFE   
publicidade