0

Turquia diz que limpeza étnica é "plano B" de Assad

8 mai 2013
12h25
atualizado às 12h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente sírio Bashar al-Assad começou a aplicar "uma estratégia de limpeza étnica" em algumas regiões da Síria, acusou nesta quarta-feira o ministro turco das Relações Exteriores, Ahmet Davutoglu.

"Expliquei a Kerry que a grande matança de Banias é uma nova etapa nos ataques desenvolvidos pelo regime sírio", disse Davutoglu ao jornal turco Hurriyet ao comentar uma recente conversa telefônica com o secretário americano de Estado, John Kerry. "O que nos preocupa no caso de Banias é a passagem a uma estratégia de limpeza étnica em certas regiões a partir do momento em que não consegue controlar o conjunto do país", completou o ministro.

No sábado passado, em Banias, oeste da Síria, tomada de assalto na véspera por forças leais a Assad, foram encontrados 62 corpos mortos a tiros, esfqueados ou queimados, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Na província de Tartus, onde fica Banias, os sunitas representam 10% da população e os alauitas, comunidade de qual faz parte Assad, representam 80%.

Veja também:

Letônia atrai turistas com casa espelhada sobre rio
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade