1 evento ao vivo

Soldado morto em ataque de Londres é identificado

Lee Rigby foi atacado por dois homens armados com facas em um suposto ataque terrorista na quarta-feira

23 mai 2013
13h16
atualizado às 15h14
  • separator
  • 0
  • comentários

O ministério da Defesa do Reino Unido confirmou nesta quinta-feira que o soldado morto em um ataque em Londres é Lee Rigby. Ele foi atacado na segunda-feira por dois homens armados com facas em uma rua no sudeste da cidade.

<p>Imagem sem data mostra Lee Rigby</p>
Imagem sem data mostra Lee Rigby
Foto: Reuters

"Um soldado extremamente popular e espirituoso, o tamborileiro Rigby tinha uma grande personalidade e era muito conhecido, amado e respeitado na corporação de fuzileiros. Ele era um apaixonado torcedor do Manchester United", diz o comunicado do ministério. 

Rigby, 25 anos, deixa um filho de 2 anos. Ele entrou para o Exército em 2006 e participou da guerra no Afeganistão em 2009. Ele vestia a camiseta com a mensagem Help for Heroes (Ajuda aos Heróis), que é o nome de uma entidade beneficente para veteranos de guerra.

Dois jovens armados com facas de cozinha e um facão mataram violentamente na tarde de quarta-feira o soldado, que vestia roupas civis, em uma rua próxima a um quartel no bairro de Woolwich, sudeste de Londres. A polícia atirou e feriu os dois criminosos, que estão hospitalizados. Os suspeitos, que seriam de origem nigeriana e convertidos ao Islã, teriam agido por motivação religiosa. 

As autoridades trabalham com a possibilidade de um ataque terrorista. O primeiro-ministro do país, David Cameron, classificou o ato como um ataque contra o Reino Unido e uma "traição" ao Islã.  "Isto não foi apenas um ataque contra o Reino Unido e o modo de vida britânico. Foi também uma traição ao Islã e às comunidades muçulmanas que tanto contribuem a nosso país", declarou o chefe de governo britânico na residência de Downing Street. Segundo ele, "nada no Islã justifica" o assassinato do soldado. "A responsabilidade recai única e simplesmente nos repugnantes indivíduos que executaram este horroroso ataque", disse.

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade