PUBLICIDADE

Rússia compra máquina de escrever para evitar vazamentos eletrônicos

12 jul 2013 01h47
| atualizado às 06h27
ver comentários
Publicidade

A agência russa responsável pela segurança do Kremlin está comprando máquinas de escrever, uma medida supostamente motivada pelos recentes vazamentos de informações divulgados pelo site Wikileaks e pelo ex-analista da CIA, o americano Edward Snowden, segundo a imprensa local. As informações são da BBC.

A agência FSO, responsável pela segurança de altas autoridades, incluindo do presidente russo, publicou em seu site um pedido no valor de US$ 12,8 mil para máquinas de escrever elétricas. De acordo com uma fonte do jornal Izvestiya, o objetivo é prevenir vazamentos por meio de programas de computador.

A fonte afirma que, após o escândalo pela distribuição e publicação de documentos secretos pelo site WikiLeaks e por Edward Snowden, e por relatos de suposta espionagem sobre o presidente Dmitry Medvedev durante sua visita a Londres para uma reunião do G20 em 2009, foi decidido pelo aumento da prática de criar documentos em papel. A FSO não comentou sobre a justificativa para a aquisição das máquinas.

Ainda segundo a fonte, máquinas de escrever já estão sendo usadas nos ministérios da Defesa e Emergência para rascunhos e notas secretas, e alguns relatórios preparados para o presidente Vladimir Putin também foram escritos com o aparelho.

Ao contrário de impressoras, cada máquina de escrever tem o seu próprio padrão, o que torna possível a identificação do exato instrumento usado na confecção de um documento, de acordo com o Izvestiya.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade