0

Polícia alemã investiga mesquita por apoiar terrorismo

Agentes fazem buscas em mesquita em Berlim que seria ponto de encontro entre membros da cena salafista radical alemã.

18 dez 2018
15h12
atualizado às 15h31
  • separator
  • comentários

Forças de segurança alemãs realizaram operações de busca e apreensão numa mesquita e em vários outros edifícios em Berlim nesta terça-feira (18), como parte de uma investigação mais ampla contra o financiamento ao terrorismo. Segundo promotores, um imã é suspeito de enviar dinheiro para um combatente islâmico na Síria.

Policiais locais, oficiais de inteligência e forças policiais especiais participaram das incursões, que incluíram a mesquita As-Sahaba, no bairro de Wedding, na capital alemã.

Autoridades não divulgaram detalhes sobre a operação nem quando teria ocorrido a transferência de dinheiro
Autoridades não divulgaram detalhes sobre a operação nem quando teria ocorrido a transferência de dinheiro
Foto: DW / Deutsche Welle

Um dos principais suspeitos foi identificado como Ahmad A., que prega na mesquita sob o nome de Abul Baraa. O imã de 45 anos é suspeito de enviar dinheiro para um jihadista na Síria "para comprar equipamento militar para realizar atos terroristas", afirmaram os promotores via Twitter.

As autoridades não divulgaram imediatamente mais detalhes sobre as operações nem sobre quando ocorreu a suposta transferência de dinheiro.

A mesquita As-Sahaba tem sido vigiada pelo Serviço Federal de Inteligência da Alemanha e é considerada um importante ponto de encontro entre membros da cena salafista radical da Alemanha, segundo o jornal local Berliner Morgenpost.

A mesquita foi fundada em 2010 pelo islamista egípcio Reda Seyam, acusado de participar da elaboração de um ataque terrorista em Bali, na Indonésia, executado em 2002. Anos depois, Seyam deixou a Alemanha e viajou à Síria para se tornar o "ministro da Educação" da organização extremista "Estado Islâmico" (EI).

O bairro de Wedding, onde fica a mesquita, já apareceu nas notícias em relação ao terrorismo islâmico no passado recente. Anis Amri, responsável pelo atentado cometido há dois anos em Berlim contra um mercado natalino, era frequentador de uma mesquita no local.

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade