PUBLICIDADE

EUA dizem avaliar "todas as opções" contra aumento de tropas russas perto da Ucrânia

26 nov 2021 19h03
ver comentários
Publicidade

Todas as opções estão sobre a mesa para responder ao "grande e incomum" aumento de tropas russas perto da fronteira com a Ucrânia, e a Otan decidirá sobre o próximo passo após consultas na próxima semana, disse nesta sexta-feira a principal diplomata dos EUA para assuntos europeus.

Militares perto do vilarejo de Zolote, área controlada por tropas do leste da Ucrânia apoiadas pela Rússia
02/11/2019
REUTERS/Gleb Garanich
Militares perto do vilarejo de Zolote, área controlada por tropas do leste da Ucrânia apoiadas pela Rússia 02/11/2019 REUTERS/Gleb Garanich
Foto: Reuters

"Todas as opções estão sobre a mesa e há um kit que inclui uma ampla gama de opções", afirmou a secretária de Estado adjunta para Assuntos Europeus e Eurasiáticos, Karen Donfried, a repórteres por telefone.

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse estar preocupado com a situação na Ucrânia, repetiu o apoio de Washington à integridade territorial da Ucrânia e acrescentou que "com toda probabilidade" falará com os presidentes ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, e russo, Vladimir Putin.

Os comentários foram feitos antes de viagem do secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, à Letônia e à Suécia, na próxima semana, para participar de reuniões da Otan e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE).

Karen Donfried disse que o "grande e incomum" aumento de tropas russas estará no topo da agenda da cúpula da Otan.

"Cabe agora à aliança decidir quais são os próximos movimentos que a Otan deseja tomar", disse. "Na próxima semana, falaremos sobre nossa avaliação do que está acontecendo na fronteira da Rússia com a Ucrânia e começaremos essa conversa sobre quais são as opções sobre a mesa e o que a Otan, como aliança, gostaria de fazer em conjunto."

Autoridades dos EUA, da Otan e da Ucrânia levantaram preocupações nas últimas semanas sobre o que eles dizem ser movimentos incomuns de tropas russas perto da Ucrânia, sugerindo que Moscou pode estar prestes a lançar um ataque contra seu vizinho, acusações que a Rússia classificou como fomentadoras do medo.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade