PUBLICIDADE

EUA detectam primeiro caso da variante Ômicron

Pessoa infectada apresentou sintomas leves e está em isolamento

2 dez 2021 08h47
| atualizado às 09h03
ver comentários
Publicidade

Os Estados Unidos registraram nesta quarta-feira (1º) seu primeiro caso da variante Ômicron do novo coronavírus, que espalhou uma onda de pânico pelo mundo.

Primeiro caso da Ômicron nos EUA foi no estado da Califórnia
Primeiro caso da Ômicron nos EUA foi no estado da Califórnia
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Segundo o imunologista Anthony Fauci, principal conselheiro do governo norte-americano para o combate à pandemia, o caso foi identificado na Califórnia. A pessoa viajou para a África do Sul em 22 de novembro e testou positivo sete dias depois.

Fauci ainda destacou que a pessoa infectada apresentou sintomas leves e já está completamente isolada. O indivíduo recebeu as duas doses da vacina contra o novo coronavírus.

Definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma variante "de preocupação", a Ômicron foi identificada pela primeira vez na África do Sul. Ela, no entanto, se espalhou rapidamente e já foi detectada em mais de 25 nações, como Itália, Brasil e Alemanha.

Em uma coletiva de imprensa no início da semana, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, comentou que a Ômicron é "motivo de preocupação, não de pânico".

A nova variante carrega cerca de 50 mutações na proteína spike, espécie de coroa de espinhos que reveste o Sars-CoV-2 e é usada pelo vírus para atacar as células humanas. Como a maior parte das vacinas disponíveis se baseia nessa proteína, existe o temor de que a Ômicron possa ser resistente aos imunizantes. .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade