PUBLICIDADE

EUA consideram pagamentos à América Central para conter imigração

9 abr 2021
0comentários
Publicidade

Os Estados Unidos estão considerando um programa de transferência condicional de dinheiro para ajudar a resolver os problemas econômicos que levam imigrantes de certos países da América Central a viajar para o norte, além de enviar vacinas contra Covid-19 para esses países, disse uma autoridade graduada da Casa Branca à Reuters nesta sexta-feira.

16/05/2016
REUTERS/Edgard Garrido
16/05/2016 REUTERS/Edgard Garrido
Foto: Reuters

O possível programa de transferência de dinheiro teria como alvo pessoas na região do Triângulo Norte, formado por Guatemala, Honduras e El Salvador, afirmou Roberta Jacobson, coordenadora da fronteira sul da Casa Branca, em entrevista à Reuters, sem dizer quem exatamente receberia o dinheiro.

Aproximadamente 168.000 pessoas foram detidas por agentes da patrulha de fronteira dos EUA na divisa EUA-México em março, a maior contagem mensal desde março de 2001 e parte do aumento constante das chegadas aos EUA nos últimos meses.

"Estamos analisando todas as opções produtivas para abordar tanto as razões econômicas pelas quais as pessoas podem estar migrando, quanto as razões de proteção e segurança", disse ela.

Jacobson não forneceu uma explicação detalhada de como qualquer programa de transferência de dinheiro funcionaria.

"A única coisa que posso prometer é que o governo dos EUA não vai distribuir dinheiro ou cheques para as pessoas", afirmou.

Segundo Jacobson, nenhuma decisão foi tomada quanto a priorizar o envio de vacinas aos países do Triângulo Norte. Ela acrescentou que a questão da vacina permanece separada das discussões relacionadas à imigração com as nações.

Jacobson deixará a Casa Branca no final de abril, disse o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, em um comunicado na sexta-feira, dizendo que ela se comprometeu com o cargo durante os primeiros 100 dias do novo governo.

No final de março, Biden convocou a vice-presidente Kamala Harris para liderar os esforços dos EUA com o México e a América Central para lidar com o número de imigrantes que se dirigem para o norte.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade