0

Trump desiste de deportar estudantes virtuais estrangeiros

Decisão foi anunciada pela juíza distrital Allison Burroughs

14 jul 2020
17h42
atualizado às 18h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
13/07/2020
REUTERS/Jonathan Ernst
13/07/2020 REUTERS/Jonathan Ernst
Foto: Reuters

O governo dos Estados Unidos recuou nesta terça-feira (14) e revogou sua decisão de suspender o visto de estudante estrangeiros que estiverem cursando aulas 100% virtuais em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A decisão foi tomada pela juíza distrital Allison Burroughs e representa uma vitória para a Universidade de Harvard e para o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, que, juntamente com outras universidades, sindicatos de professores e mais de 20 estado americanos, contestaram a medida do presidente Donald Trump.

"As partes chegaram a uma solução. O governo concordou em anular a decisão", afirmou Burroughs em uma breve audiência que trataria o processo. No último dia 6 de julho, um comunicado divulgado pelo Departamento de Imigração e Alfândega (ICE) disse que os guardas nas fronteiras não permitiriam o ingresso de "estudantes matriculados em escolas e/ou programas que sejam completamente pela internet".

Veja também:

"Eu pensei: 'Vou morrer?'": a noiva surpreendida durante ensaio pela explosão no Líbano
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade