2 eventos ao vivo

Obama compara maré negra no Golfo do México a 11/9

14 jun 2010
10h38
atualizado às 11h57

O presidente Barack Obama comparou o desastre causado pela mancha negra no Golfo do México com os atentados de 11 de setembro de 2001, em um entrevista publicada no mesmo dia em que ele começa sua quarta visita à zona afetada.

Óleo é queimado em incêndio controlado próximo à costa da Louisiana, no Golfo do México
Óleo é queimado em incêndio controlado próximo à costa da Louisiana, no Golfo do México
Foto: Reuters

"Da mesma forma que o 11 de setembro modificou profundamente nossa visão de nossas vulnerabilidades e nossa política externa, creio que este desastre vai modificar por muitos anos nossa visão sobre o ambiente e a energia", afirmou Obama ao Politico.com.

O presidente disse ainda que a buscará a aprovação no Congresso de uma nova lei de energia e clima. Segundo ele, os Estados Unidos vão buscar uma política energética com visão de futuro de que tanto necessita.

"Um dos maiores desafios da liderança que terei adiante será assegurar-me de aprender as lições corretas desse desastre", afirmou.

Obama inicia nesta segunda-feira sua quarta visita à zona afetada pela mancha negra, em um reflexo da seriedade do desastre.

"O presidente irá ao Golfo do México nesta segunda e terça-feira, aos estados que ainda não visitou: Alabama, Mississipi e Flórida. Quando votlar, fará um discurso à nação na Casa Branca", informou um de seus principais conselheiros, David Axelrod.

A visita é prévia a um discurso pouco comum que Obama fará pela televisão na terça-feira para tratar do caso, considerado o pior desastre ambiental da história dos Estados Unidos.

"Obama quer apresentar os passos a partir de agora para sair desta crise", afirmou Axelrod ao canal NBC.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade