0

EUA: tiroteio provoca evacuação do aeroporto de LA; há múltiplos feridos

Segundo informações, um funcionário de uma agência federal foi morto

1 nov 2013
14h52
atualizado às 18h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Rifle que teria sido utilizado por atirador é visto no chão do aeroporto
Rifle que teria sido utilizado por atirador é visto no chão do aeroporto
Foto: Twitter / Reprodução

Um tiroteio no aeroporto de Los Angeles, nos Estados Unidos, deixou um morto e "múltiplos feridos" nesta sexta, depois que um homem abriu fogo no Terminal 3 usando um rifle. Houve pânico e correria. O suspeito foi detido após tentar fugir.

No incidente, o atirador, que segundo a imprensa americana foi identificado como Paul Ciancia, 23 anos, matou um agente da Administração de Segurança no Transporte (TSA, na sigla em inglês), segundo um comunicado do próprio órgão. "Vários oficiais do corpo foram baleados, um deles de forma fatal", informou a entidade em comunicado.

A informação ainda não foi confirmada pelas autoridades. Informações preliminares davam conta também de que o próprio atirador teria morrido, fato desmentido posteriormente.

Após tiroteio, polícia socorre ferido em Los Angeles

Respondendo a perguntas de jornalistas, o chefe de polícia no aeroporto, Patrick Gannon, disse que ainda não é possível dizer se há mortos. Ele também disse que não é possível confirmar se o atirador era um ex-agente da TSA, como foi levantado pela imprensa local. Também houve relatos da participação de um segundo atirador, mas a suspeita foi posteriormente descartada pelas autoridades.

O que foi confirmado até agora foi um número estimado de feridos. Na coletiva, o chefe do Corpo de Bombeiros de Los Angeles, James Featherstone, disse que sete pessoas foram tratadas no aeroporto e seis foram transferidas para hospitais, sem informar se todas foram baleadas.

Passageiros são evacuados para a pista do aeroporto de Los Angeles após o tiroteio
Passageiros são evacuados para a pista do aeroporto de Los Angeles após o tiroteio
Foto: Reuters

O policial Gannon explicou como se deu a ação e sublinhou a rápida resposta dos policiais presentes no Terminal 3, onde aconteceu o tiroteio. Segundo ele, o suspeito entrou no terminal, tirou um rifle de sua bolsa e abriu fogo, passando pelo raio-x. A polícia respondeu e trocou tiros com o suspeito, que tentou fugir, mas foi detido e colocado sob custódia. 

Durante o incidente, imagens de TVs americanas mostraram carros de polícia e ambulâncias no local. Segundo informações do aeroporto, os voos chegaram a ser suspensos, mas logo voltaram a operar. Ruas ao redor do aeroporto foram bloqueadas, o que causou congestionamentos. 

As autoridades dizem que o incidente aconteceu por volta das 9h20 (horário local, 14h20 de Brasília), no Terminal 3 do aeroporto, que é conhecido como LAX. Além do 3, os terminais 2 e 1 também foram evacuados.

A Casa Branca informou que o presidente Barack Obama foi informado do tiroteio, mas que por enquanto o trabalho era da polícia de Los Angeles.

Voos
O prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, afirmou que os demais terminais do aeroporto estão retomando suas operações. "Se você (público) não consegue falar com um parente que estava no embarque, é porque ele provavelmente está (num dos voos que decolaram)", afirmou.

Mas passageiros que têm voos previstos para esta tarde indo ou voltando de Los Angeles foram orientados a consultar suas companhias aéreas antes de dirigir-se ao aeroporto. Autoridades aeroportuárias disseram que o aeroporto de Los Angeles está recebendo aterrissagens, mas em capacidade reduzida. E os voos partindo de Los Angeles provavelmente sofrerão longos atrasos.

Pânico e correria
De acordo com o jornalista Bill Reiter, da emissora Fox Sports, que estava no aeroporto, houve correria, inclusive na direção da pista, após o tiroteio. "Eu estava no terminal da Virgin (companhia aérea) no LAX quando o tiroteio começou. Muitos de nós correram para a pista. Eu não sei o que está acontecendo, mas estou bem", escreveu Reiter no Twitter.

"Ouvi tiros"
Brian Adamick, 43 anos, disse que ele estava pronto para voar para Chicago para o casamento do seu irmão. Ele estava embarcando em um avião da Spirit Airlines, no portão 32, no terminal 3. A testemunha afirmou que as pessoas começaram a correr pelo terminal, fugindo da área de segurança. "Eu ouvi dois tiros vindo da mesma área onde as pessoas corriam e gritavam", disse Adamick ao jornal Los Angeles Times.

Vernon Cardenas, 45 anos, contou que estava no aeroporto, a caminho da Filadélfia, quando ocorreu o tiroteio. Ele descreveu a situação como "caótica, com casais chorando e pais que não conseguiam encontrar seus filhos". "Você está sentado, quando de repente, literalemhte do nada, ouve um barulho ao fundo e, segundos depois, as pessoas estão correndo na sua direção", disse ele, que integra o programa da Fox MasterChef.

Nada de informações
Uma jornalista do Buzzfeed que está no aeroporto de Los Angeles passou a narrar em sua página no Twitter o que acontece no local. Segundo ela, há poucas informações sobre o tiroteio. Natalie Morin afirma que passageiros que estavam no terminal 1 - entre os quais ela - foram levados, em um ônibus, para o terminal internacional do aeroporto. Ela destaca que a maioria das pessoas parece calma, apesar da falta de informações.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade