PUBLICIDADE

EUA: ex-marinheiro é executado no Missouri por matar ex-amante e marido dela a tiros

Crime aconteceu em 2009; durante a execução, David Hosier estava acompanhado do seu conselheiro espiritual

12 jun 2024 - 12h38
(atualizado às 14h35)
Compartilhar
Exibir comentários
David Hosier
David Hosier
Foto: Reprodução

David Hosier, um ex-marinheiro norte-americano de 69 anos, foi executado na última terça-feira, 11, no estado do Missouri, nos Estados Unidos, segundo a agência de notícias AP. Ele tinha sido condenado por matar a tiros a ex-amante, Angela Gilpin, e o marido dela, Rodney Gilpin, em 2009.

De acordo com a agência, ele morreu por injeção letal às 18h11 (horário local). Hosier estava detido em uma prisão na cidade de Bonne Terre. Durante a execução, ele estava acompanhado do seu conselheiro espiritual, o reverendo Jeff Hood.

Em sua declaração final, Hosier disse: "Deixo todos vocês com amor. Agora vou para o céu, não chore por mim. Apenas junte-se a mim quando chegar a sua hora."

Segundo os investigadores, Hosier tinha um relacionamento com Angela na época do crime e tinha ficado irritado por ela ter rompido com ele e se reconciliado com o marido. O condenado afirmou até o fim que era inocente. Na última segunda-feira, 10, ele tentou um pedido de clemência, mas foi recusado pelo governador do Missouri, Mike Parson. 

Desde os 16 anos, Hosier estudou na escola militar e, após se formar, se alistou na Marinha. Ele serviu quatro anos na ativa e depois se mudou para Jefferson City, em Missouri, onde trabalhou por muitos anos como bombeiro e paramédico.

Hosier é o segundo preso executado no Missouri este ano e o sétimo nos Estados Unidos. Em abril, Brian Dorsey foi executado por matar a prima e o marido dela em 2006.

Quem foi Ângela Diniz, vítima de feminicídio que marcou o Brasil Quem foi Ângela Diniz, vítima de feminicídio que marcou o Brasil

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade