0

Ataques com aviões não-tripulados matam 8 supostos militantes no Iêmen

8 ago 2013
15h34

Aviões não-tripulados norte-americanos mataram ao menos 8 supostos militantes da Al Qaeda no Iêmen nesta quinta-feira, elevando o número de mortos por esse tipo de aeronave em menos de duas semanas para pelo menos 25.

Os ataques seguem-se a um anúncio do Iêmen na quarta-feira de que teria frustrado um plano da Al Qaeda para tomar dois importantes terminais de exportação de gás e petróleo e uma capital provincial no leste do país.

Alertas de potenciais ataques fizeram com que Washington fechasse missões em todo o Oriente Médio e os Estados Unidos e a Grã-Bretanha retirassem seus funcionários do Iêmen.

Testemunhas e autoridades locais em Maareb, uma região em grande parte deserta no sudeste onde militantes se refugiaram, disseram que um avião não-tripulado disparou contra dois veículos que supostamente transportavam militantes da Al Qaeda de madrugada, matando seis pessoas.

Moradores viram os dois veículos em chamas e a aeronave circulando no ar por alguns instantes depois do ataque.

Outros dois foram mortos na região de Hadramout, no leste, disseram autoridades locais.

Ao menos 25 supostos militantes foram mortos desde 28 de julho, quando um ataque de um avião não-tripulado matou pelo menos 4 membros da Ansar al-Sharia, grupo militante local afiliado à Al Qaeda na Península Arábica (AQAP), uma das alas mais ativas da rede fundada por Osama bin Laden.

(Reportagem de Mohammed Ghobari)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade