0

China: equipes resgatam 11 mineiros soterrados após 14 dias

Ao todo, 22 ficaram presos após desabamento em 10 de janeiro

24 jan 2021
12h09
atualizado às 12h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

As equipes chinesas resgataram neste domingo (24) 11 dos 22 mineiros que ficaram presos a 600 metros abaixo do solo após uma explosão subterrânea em Qixia há 14 dias.

Foto: Reuters

O primeiro trabalhador foi resgatado da mina de ouro de Hushan, na província de Shandong, por volta das 11h03 (horário local), e estava extremamente fraco. Já os outros 10 foram retirados uma hora depois, mas por uma saída diferente, que era usada para a entrega de alimentos e suprimentos.

De acordo com as autoridades locais, citadas pela imprensa chinesa, ao menos um dos funcionários sofreu ferimentos.

Existem ainda mais 10 pessoas presas na mina, mas os socorristas não tiveram notícias delas. Nesta semana, um dos mineiros morreu devido aos ferimentos.

Desde a explosão de 10 de janeiro na mina de ouro Qixia, as equipes de resgate têm trabalhado para socorrer os mineiros presos e ameaçados pelo aumento da água. A explosão ocorreu no poço do ventilador de ar, o que causou um entupimento e danificou o teleférico que permitia a subida dos mineiros.

Além de bloquear a entrada do poço, o acidente interrompeu as comunicações. Um dos responsáveis pela mina foi detido por atrasar a informação sobre a explosão e o chefe local do Partido Comunista e o prefeito da cidade de Qixia foram responsabilizados e demitidos.

Veja também:

Casa de 139 anos é transportada inteira para outro endereço em San Francisco
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade