0

Eleição é única saída se UE conceder adiamento do Brexit até janeiro, diz fonte

22 out 2019
20h10
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma nova eleição é a única maneira de o Reino Unido deixar a crise do Brexit caso a União Europeia concorde com um adiamento até janeiro, disse nesta terça-feira uma fonte no gabinete do primeiro-ministro Boris Johnson, descrevendo o Parlamento britânico como "totalmente quebrado".

Manifestação anti-Brexit em frente ao Parlamento britânico, em Londres 
22/10/2019
REUTERS/Simon Dawson
Manifestação anti-Brexit em frente ao Parlamento britânico, em Londres 22/10/2019 REUTERS/Simon Dawson
Foto: Reuters

Mais cedo nesta terça-feira, Johnson perdeu uma votação sobre seu cronograma preferido para aprovar uma legislação sobre o Brexit, o que o levou a interromper o processo e pedir para que a UE decida sobre o que chamou de pedido do Parlamento por um novo adiamento na saída do Reino Unido do bloco.

"No sábado, o Parlamento pediu um adiamento até janeiro, e hoje o Parlamento perdeu sua última chance. Se o adiamento for aprovado por Bruxelas, a única forma de o país ir em frente será com uma eleição", disse a fonte.

"O Parlamento está totalmente quebrado. O povo terá de decidir se deseja ter um Brexit concluído com Boris ou se querem passar 2020 com dois referendos, sobre o Brexit e a Escócia, com (o líder da oposição trabalhista, Jeremy) Corbyn."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade