PUBLICIDADE

Mundo

Drones ucranianos derrubam duas subestações, dizem autoridades russas no país

21 jun 2024 - 21h12
Compartilhar
Exibir comentários

Autoridades escolhidas pela Rússia disseram nesta sexta-feira que ataques ucranianos com drones derrubaram duas subestações elétricas em Enerhodar, cidade que serve a usina nuclear Zaporizhzhia — ocupada pelos russos —, cortando a energia para a maioria de seus habitantes.

Mas uma autoridade na estação de Zaporizhzhia, maior usina nuclear da Europa, com seis reatores, afirmou que a instalação não foi afetada pela ação militar.

Tropas russas tomaram a usina nos primeiros dias da invasão, em fevereiro de 2022. Moscou e Kiev têm se acusado mutuamente de colocar em risco a segurança ao redor das instalações. A usina não está produzindo eletricidade neste momento.

Eduard Senovoz, principal autoridade em Enerhodar, escreveu no Telegram que o ataque danificou a segunda de duas subestações que abastecem a cidade. A outra foi destruída na quarta-feira, escreveu.

Autoridades ucranianas não comentaram sobre o incidente. A Reuters não conseguiu confirmar os relatos de forma independente.

Yevgeny Yashin, diretor de comunicações da estação de Zaporizhzhia, disse a agências de notícias russas que o ataque mais recente não danificou a usina, e que a subestação pode ser consertada.

"Especialistas foram ao local para avaliar os danos", disse ele à agência RIA. "Há uma possibilidade de restaurar o transformador danificado, mas vai levar tempo."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade