1 evento ao vivo

Diplomata espanhol assume missão da ONU na Líbia

O país está mergulhado em uma forte onda de violência provocada pelos confrontos entre milícias rivais

14 ago 2014
19h47
  • separator
  • 0
  • comentários

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou nesta quinta-feira a designação do diplomata espanhol Bernardino León como enviado especial para a Líbia e chefe da missão da ONU nesse turbulento país.

<p>Bernardino León foi conselheiro de Política Externa de José Luis Rodríguez Zapatero e enviado especial da União Europeia para a Líbia</p>
Bernardino León foi conselheiro de Política Externa de José Luis Rodríguez Zapatero e enviado especial da União Europeia para a Líbia
Foto: Georges Gobet / AFP

Bernardino León substituirá o libanês Tarek Mitri, à frente da missão de apoio da ONU para a Líbia (UNSMIL, na sigla em inglês) desde 2012. O espanhol já foi enviado especial da União Europeia (UE) para a Líbia.

"O senhor León traz para este cargo muitos anos de experiência política e diplomática com o governo de seu país e a União Europeia", disse um porta-voz de Ban.

O diplomata, de 49 anos, foi conselheiro de Política Externa do ex-chefe de Governo espanhol José Luis Rodríguez Zapatero.

Desde meados de julho, a Líbia está mergulhada em combates entre as milícias, o que levou seus parlamentares a pedir nesta semana uma intervenção estrangeira para conter a escalada de violência e evitar o caos.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade