PUBLICIDADE

Damasco diz que rebeldes usaram armas químicas para provocar ataque

28 ago 2013 06h10
| atualizado às 06h24
ver comentários
Publicidade

O representante da Síria na ONU acusou os rebeldes pelo uso de armas químicas com o objetivo de provocar uma intervenção militar estrangeira.

"Muitos dados tendem a demonstrar a inocência do governo sírio, que é objeto de uma acusação enganosa", afirmou o embaixador Bashar al-Jaafari em uma entrevista ao canal oficial sírio Al-Ikhbariya, citada pela agência Sana.

De acordo com o embaixador, os dados demonstram que os "grupos armados usaram armas químicas com o objetivo de provocar uma intervenção militar estrangeira e uma agressão contra a Síria".

Os países ocidentais e a Turquia "permitiram aos grupos terroristas criar um laboratório para fabricar armas químicas no território turco com substâncias fornecidas pela Turquia, Arábia Saudita e Catar (...) e fazer estas armas químicas entrar na Síria para utilizá-las".

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade
Publicidade