6 eventos ao vivo

Número de mortos em desmoronamento de Gênova chega a 22

Uma ponte construída na década de 1960 caiu nesta terça-feira na cidade portuária italiana

14 ago 2018
10h41
atualizado às 11h58
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma ponte desmoronou nesta terça-feira na cidade portuária de Gênova, no norte da Itália, deixando ao menos 22 mortos, disse o vice-ministro dos Transportes, Edoardo Rixi, advertindo que o número de mortes deve aumentar.

"Não é aceitável que uma ponte tão importante... não tenha sido construída para evitar esse tipo de desmoronamento", disse Rixi em entrevista à SkyNews24, falando de Gênova. "A parte central caiu".

Trecho que desabou da ponte Morandi, em Gênova 14/08/2018 REUTERS/Stefano Rellandini
Trecho que desabou da ponte Morandi, em Gênova 14/08/2018 REUTERS/Stefano Rellandini
Foto: Reuters

Uma parte da ponte desmoronou de cerca de 50 metros de altura caindo sobre um rio, alguns trilhos de trem e construções. A estrutura caiu por volta de 11h30 (6h30 do horário de Brasília) durante fortes chuvas, informou o Corpo de Bombeiros.

Mais cedo, o chefe do serviço local de ambulâncias havia dito que o incidente tinha deixado "dezenas de mortos", segundo a agência de notícias italiana Adnkronos.

A ponte de 1,2 quilômetro de extensão, construída nos anos 1960 sobre a autoestrada A10, passou por reformas em 2016.

Segundo informações, o número de vítimas fatais é de 22, após o desmoronamento da ponte em Gênova
Segundo informações, o número de vítimas fatais é de 22, após o desmoronamento da ponte em Gênova
Foto: Stringer / Reuters

A operadora da estrada disse que esforços para fortalecer a fundação da ponte estavam em andamento no momento do desmoronamento, acrescentando que a estrutura estava sendo monitorada constantemente.

Uma testemunha disse à Sky Italia que viu "oito ou nove" veículos em cima do viaduto no momento do desmoronamento, que descreveu como uma "cena apocalíptica".

O ministro dos Transportes, Danilo Toninelli, disse em publicação no Twitter que está "acompanhando com grande apreensão o que parece ser uma imensa tragédia".

Já o gabinete do primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, disse que o premiê irá a Gênova na noite desta terça-feira e permanecerá na cidade até quarta.

Veja também:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade