0

Com dados questionados, Itália tem mais 130 mortes por Covid em um dia

País chegou a 32.616 óbitos na pandemia de coronavírus

22 mai 2020
13h34
atualizado às 13h58
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Itália registrou nesta sexta-feira (22) mais 130 mortes pelo novo coronavírus, segundo menor índice diário em dois meses e meio. Com isso, de acordo com a Defesa Civil, o total de óbitos no país subiu para 32.616.

Mercado de rua em Nápoles, sul da Itália
Mercado de rua em Nápoles, sul da Itália
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A estatística chegou ao quarto dia seguido de queda. Desde 8 de março, quando haviam sido confirmados 133 falecimentos, o resultado desta sexta só não é melhor que o da última segunda-feira (18), com 99 vítimas.

Apesar disso, um relatório divulgado nesta quinta (21) pelo Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) diz que os dados da Defesa Civil são "pouco confiáveis".

Segundo o INPS, o país registrou, no total, 156.429 falecimentos entre março e abril, o que significa um aumento de 46.909 óbitos em relação à média do mesmo período nos anos anteriores.

Nesses dois meses, as mortes atribuídas oficialmente ao novo coronavírus totalizam 27.938, cerca de 19 mil a menos que o excedente de óbitos registrados no período.

"Com as devidas cautelas, podemos atribuir grande parte do maior número de mortes ocorridas nos últimos dois meses, em relação àquelas das bases do mesmo período, à epidemia em curso", disse o INPS.

Desde que a emergência começou a se alastrar na Itália, há diversos relatos, especialmente na região da Lombardia, de idosos que morreram em casa e em asilos sem ter feito testes para a Covid-19.

Casos

Já o número de casos do novo coronavírus no país chegou a 228.658, após um acréscimo de 652 nesta sexta, leve aumento em relação aos 642 contágios confirmados no dia anterior.

Segundo a Defesa Civil, 136.720 pessoas estão curadas, e os casos ativos, que acumulam um mês de quedas consecutivas, agora somam 59.322.

Veja também:

Coronavírus: experimento japonês mostra rapidez com que vírus se espalha em restaurante
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade