0

Colisão entre caças Eurofighter no leste da Alemanha deixa 1 morto

24 jun 2019
12h02
atualizado às 13h33
  • separator
  • comentários

Um piloto morreu após dois caças de combate Eurofighter terem colidido no ar no nordeste da Alemanha, informou a emissora de televisão n-tv nesta segunda-feira, enquanto o piloto do outro avião teria saltado de paraquedas em segurança.

Agente florestal ao lado de destroços após colisão entre dois caças Eurofighter na Alemanha
24/06/2019
REUTERS/Petra Konermann/Nordkurier
Agente florestal ao lado de destroços após colisão entre dois caças Eurofighter na Alemanha 24/06/2019 REUTERS/Petra Konermann/Nordkurier
Foto: Reuters

Os caças, pertencentes às Forças Armadas da Alemanha, estavam desarmados quando colidiram perto da base militar de Laage, no Estado de Mecklenburg-Vorpommern, no leste do país, informou a Força Aérea Alemã.

"Juntamente com um terceiro Eurofighter, eles estavam em uma missão de combate aéreo", disse a Força Aérea. "O piloto do terceiro Eurofighter observou a colisão e informou que dois paraquedas desceram ao solo."

Mas, enquanto um dos pilotos foi encontrado vivo na copa de uma árvore logo após o acidente, segundo a rádio Ostseewelle, a polícia disse à emissora n-tv que o outro piloto havia sido encontrado morto.

A Ostseewelle, que relatou o acidente pela primeira vez, postou um vídeo enviado por um ouvinte que, segundo a emissora, mostra duas colunas de fumaça em locais separados a uma certa distância um do outro.

A estação de rádio descreveu um amontoado de escombros na área do acidente, que, segundo a emissora, provocou um pequeno incêndio florestal.

Nenhum detalhe estava imediatamente disponível sobre as circunstâncias do acidente.

Cerca de 400 Eurofighters --caças fabricados pelo consórcio Airbus, BAE Systems e Leonardo -- estão em serviço em todo o mundo atualmente.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade