0

China isola vilarejo após registrar morte por peste bubônica

Área fica na Mongólia Interior, território semiautônomo do país

7 ago 2020
14h09
atualizado às 14h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Bandeiras chinesas em feira de importação e exportação em Guangzhou
16/04/2018 REUTERS/Tyrone Siu
Bandeiras chinesas em feira de importação e exportação em Guangzhou 16/04/2018 REUTERS/Tyrone Siu
Foto: Reuters

A China decidiu isolar o vilarejo de Suji Xincun, que está dentro do território semiautônomo da Mongólia Interior, nesta sexta-feira (07) após um morador morrer por peste bubônica, informou a Comissão Municipal de Baotou, onde a vila fica localizada.

A morte do homem ocorreu no último domingo (2) e um exame confirmou a causa do falecimento ontem (06). No entanto, as autoridades não informaram como ele contraiu a doença, apenas que nove contatos próximos e 26 pessoas que tiveram alguma relação com a vítima testaram negativo para a bactéria - mas ficarão em isolamento.

Com a morte, são dois os casos confirmados da peste bubônica na China. A vizinha Mongólia também registrou uma morte pela doença há quase um mês. Apesar de assustar, por ter sido a peste que mais matou pessoas que se têm registro, os casos estão dentro do que é considerado "normal" pelas autoridades dos dois países.

A peste bubônica é causada pela bactéria Yersinia pestis. A doença matou mais de 50 milhões de pessoas no século 14, mas atualmente ela é facilmente tratável com antibióticos. .
   

 

Veja também:

A igreja que conecta fiéis a Deus com a ajuda do álcool
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade