0

Cardeal envolvido em escândalo é investigado por peculato

Angelo Becciu renunciou a cargo na Cúria em setembro passado

23 out 2020
09h17
atualizado às 09h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Pivô de um escândalo financeiro, o cardeal italiano Angelo Becciu é alvo de um inquérito da Justiça do Vaticano por suspeita de peculato.

Angelo Becciu comandava um dos dicastérios mais importantes da Cúria
Angelo Becciu comandava um dos dicastérios mais importantes da Cúria
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A informação é do jornal La Repubblica, que diz que o Ministério Público de Roma recebeu da Santa Sé um pedido para apurar acordos financeiros envolvendo a Igreja Católica e irmãos do prelado.

Um deles foi firmado entre a Cáritas e uma cervejaria de Mario Becciu. O contrato autoriza a empresa a expor o logo da entidade beneficente em seus rótulos, em troca de repassar 5% do faturamento dos produtos.

Segundo o Repubblica, o Vaticano considera que o acordo seria "pouco claro". Além disso, Becciu teria transferido 700 mil euros para uma cooperativa chefiada por seu irmão Tonino e que presta serviços para a Cáritas na Sardenha.

Os casos ocorreram na época em que o cardeal era o "número 2" da Secretaria de Estado (2011-2018), cargo que tem como prerrogativa a gestão dos recursos do Óbolo de São Pedro, sistema de arrecadação de doações à Igreja. O Vaticano também investiga o uso desse dinheiro em transações imobiliárias no exterior.

No fim de setembro, Becciu renunciou ao cargo de prefeito da Congregação para as Causas dos Santos e aos direitos do cardinalato. Ele nega as suspeitas e diz que não cometeu nenhuma irregularidade.

Veja também:

Piscina de mergulho mais funda do mundo abre na Polônia
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade