0

Capitais nos EUA se preparam para protestos armados pró-Trump

17 jan 2021
12h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Protestos são esperados nos parlamentos dos Estados Unidos neste domingo com alegações infundadas de que uma fraude eleitoral roubou o presidente Donald Trump um segundo mandato, enquanto os policiais se preparam para uma possível violência.

Policiais chegam à sede do parlamento de Michigan. 17/1/2021. REUTERS/Rebecca Cook
Policiais chegam à sede do parlamento de Michigan. 17/1/2021. REUTERS/Rebecca Cook
Foto: Reuters

Mais de uma dúzia de Estados ativaram as tropas da Guarda Nacional para ajudar a proteger edifícios de parlamentos locais após um alerta do FBI sobre protestos armados, com extremistas de direita encorajados pelo ataque ao Capitólio em 6 de janeiro.

Houve manifestações esparsas no sábado, sem violência. Mas autoridades de segurança temem que elas ganhem força neste domingo, em meio a sinas de planos para manifestações em todos os 50 Estados.

Embora muitos Estados tenham erguido cercas ou outras barreiras para proteger edifícios, o Texas e o Kentucky deram um passo adiante, fechando o terreno da Câmara ao público.

Faltam apenas alguns dias para o dia da posse na quarta-feira, quando o democrata Joe Biden fará o juramento em meio a esforços extraordinários de segurança em Washington, D.C.

A confusão de segurança em todo o país seguiu o ataque ao Capitólio dos EUA em Washington por uma mistura de extremistas e apoiadores de Trump, alguns dos quais pediram a morte do vice-presidente Mike Pence enquanto ele presidia a certificação da vitória eleitoral de Biden.

Algumas milícias e grupos extremistas disseram aos seguidores para ficarem em casa neste fim de semana, citando o aumento da segurança ou o risco de que os eventos planejados sejam armadilhas da lei.

Veja também:

Casa de 139 anos é transportada inteira para outro endereço em San Francisco
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade