3 eventos ao vivo

Câmara dos EUA aprova pela segunda vez impeachment de Trump após ataque ao Capitólio

13 jan 2021
19h00
atualizado às 19h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos tornou Donald Trump o primeiro presidente norte-americano a sofrer impeachment duas vezes, acusando-o formalmente de incitar uma insurreição, em uma votação, nesta quarta-feira, realizada uma semana depois que uma multidão violenta de seus apoiadores atacou o Capitólio.

12/01/2021
REUTERS/Carlos Barria
12/01/2021 REUTERS/Carlos Barria
Foto: Reuters

A aprovação de um único artigo de impeachment pela Câmara liderada pelos democratas com placar de 232 a 197, em uma votação histórica nos últimos dias do mandato de quatro anos de Trump, não o remove do cargo.

Em vez disso, transfere o drama sobre seu destino político para o Senado, que permanece nas mãos dos colegas republicanos de Trump por enquanto, mas no final deste mês estará sob controle democrata.

Dez deputados republicanos se juntaram aos parlamentares democratas no apoio ao impeachment em uma votação realizada com as forças da Guarda Nacional e a polícia protegendo o Capitólio, que foi cercado por uma cerca de segurança erguida após o tumulto de 6 de janeiro.

Furiosos após o ataque da semana passada, os democratas da Câmara, sob a liderança da presidente da Casa, Nancy Pelosi, argumentaram que deixar o rico empresário que se tornou político no cargo até o fim de seu mandato de quatro anos representaria uma ameaça à segurança nacional, à democracia e à Constituição dos EUA.

No dia 6, uma multidão pró-Trump interrompeu a certificação formal da vitória do presidente eleito, Joe Biden, na eleição de 3 de novembro. Biden deve assumir o cargo em 20 de janeiro.

Veja também:

A hipnotizante erupção do vulcão Piton de la Fournaise
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade