0

Bolton diz ao Reino Unido que EUA apoiariam com entusiasmo um Brexit sem acordo

12 ago 2019
18h02
  • separator
  • 1
  • comentários

Os Estados Unidos apoiariam com entusiasmo uma separação do Reino Unido da União Europeia sem um acordo se fosse isso que o governo britânico decidisse fazer, disse o conselheiro de Segurança Nacional norte-americano, John Bolton, nesta segunda-feira durante uma visita a Londres com a meta de reafirmar os laços bilaterais com o Reino Unido.

Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, em conversa com jornalistas durante visita a Londres
12/08/2019 REUTERS/Peter Nicholls
Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, em conversa com jornalistas durante visita a Londres 12/08/2019 REUTERS/Peter Nicholls
Foto: Reuters

Bolton disse ao primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que o presidente Donald Trump quer ver uma desfiliação britânica da UE bem-sucedida no dia 31 de outubro e que Washington estará pronta para trabalhar rapidamente em um acordo de livre comércio entre EUA e Reino Unido.

Johnson quer que o bloco renegocie os termos da saída de seu país antes do prazo de 31 de outubro, mas a UE diz que não alterará a parte do acordo que o premiê diz ser necessário mudar.

O impasse coloca o Reino Unido diante de uma ruptura sem um período formal de transição nem um acordo legal cobrindo questões como comércio, transferência de dados e política de fronteiras.

"Se esta é a decisão do governo britânico, nós a apoiaremos entusiasticamente, e é isso que estou tentando transmitir. Estamos com vocês, estamos com vocês", disse Bolton aos repórteres após seu primeiro dia de reuniões.

Agora que o Reino Unido se prepara para deixar a UE, sua maior guinada geopolítica desde a Segunda Guerra Mundial, muitos diplomatas acreditam que Londres contará cada vez mais com os EUA.

Bolton, que passa dois dias na capital inglesa para reuniões, busca um relacionamento EUA-Reino Unido melhor com Johnson - houve momentos de tensão nos laços quando Trump lidava com a antecessora de Johnson, Theresa May.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade