PUBLICIDADE

Audiências no Congresso retratam um Trump desequilibrado e governador da Flórida pode se beneficiar

30 jun 2022 - 09h49
Ver comentários
Publicidade

Os depoimentos desta semana nas audiências do Congresso dos Estados Unidos sobre o ataque ao Capitólio em 6 de janeiro retrataram um Donald Trump enfurecido jogando comida contra uma parede da Casa Branca, expressando apoio a ameaças contra seu vice-presidente e descartando a notícia de que alguns de seus apoiadores estavam armados com fuzis.

Os democratas esperam que as revelações lembrem os eleitores por que eles não reelegeram o ex-presidente em 2020. Mas o maior beneficiário político pode ser um colega republicano de Trump, o governador da Flórida, Ron DeSantis, seu principal rival em potencial pela indicação à eleição presidencial de 2024.

Trump e DeSantis ainda não declararam uma candidatura à Casa Branca em 2024, as primeiras disputas de indicação estão a mais de 18 meses e o país ainda precisa passar pelas eleições de meio de mandato de 8 de novembro que determinarão o controle do Congresso pelos próximos dois anos. Trump tem se mostrado notavelmente resistente a danos políticos e continua sendo a figura mais popular de seu partido.

Ainda assim, há sinais de que a estrela de DeSantis está crescendo.

Dan Eberhart, um proeminente doador republicano, estimou que três quartos dos cerca de 150 doadores com quem ele interage regularmente apoiavam Trump há seis meses, com um quarto indo para DeSantis. Agora, isso mudou: cerca de dois terços querem DeSantis como candidato de 2024.

"A classe dos doadores está pronta para algo novo", disse Eberhart, que apoia os dois políticos, mas diz estar muito mais animado com DeSantis. "E DeSantis parece mais revigorado e calibrado do que Trump. Ele é mais fácil de defender, é menos propenso a constrangimentos."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade