0

Ataque a ponto de ônibus mata 2 policiais na Cisjordânia

Outras duas pessoas ficaram feridas no incidente

13 dez 2018
13h57
atualizado às 14h19
  • separator
  • comentários

Um ataque a um ponto de ônibus na Cisjordânia deixou dois mortos e outros dois feridos nesta quinta-feira (13), em local próximo a um assentamento israelense na Cisjordânia, território palestino ocupado por Israel.

Cisjordânia vive onda de violência.
Cisjordânia vive onda de violência.
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Segundo o jornal israelense "Haaretz", o autor do ataque desceu do ônibus, abriu fogo e fugiu. Nenhum grupo militante reivindicou a realização do atentado. Os dois mortos são soldados israelenses que trabalhavam no local. Um dos feridos foi atingido na cabeça e está em estado grave. A outra vítima não fatal, uma mulher, está fora de perigo.

O ataque faz parte de uma onda de violência que atinge a região nas últimas semanas. No último domingo (9), um palestino efetuou disparos a bordo de um carro contra um ponto de ônibus na Cisjordânia, atingindo sete civis inclusive uma mulher grávida que acabou dando à luz prematuramente. O bebê morreu nesta quarta-feira.

Após o ataque, o exército israelense realizou buscas pelo autor do crime na cidade de Ramallah, bloqueando as principais avenidas locais, além de instalar "checkpoints" e aumentar o efetivo militar na Cisjordânia. A operação resultou na localização e morte do suspeito.

O presidente da autoridade palestina, Mahmoud Abbas, condenou os ataques e acusou Israel de "criar um clima que conduz à violência, através de operações militares frequentes na Cisjordânia". "A ausência de um horizonte de paz é o que leva à violência em série, que nós condenamos e rejeitamos, e pela qual os dois lados pagam o preço", disse o líder, em nota.

Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade