PUBLICIDADE

Ataque a igreja nos EUA foi motivado por ódio contra Taiwan

16 mai 2022 18h01
ver comentários
Publicidade

O homem preso pelo tiroteio em uma igreja no sul da Califórnia, que deixou ao menos um morto e cinco feridos, é um imigrante chinês, que teria agido por ódio ao povo de Taiwan, uma ilha que Pequim reivindica como parte de seu território.
    A informação foi divulgada pelas autoridades americanas na tarde desta segunda-feira (16). O atirador foi identificado como David Chou, 68 anos, de Las Vegas, enquanto que a vítima é John Cheng, 52, de Taiwan.
    De acordo com a polícia, a causa do ataque é, portanto, as divergências entre o agressor e a comunidade local de Taiwan.
    .
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade