PUBLICIDADE

Astronautas da Nasa substituem antena defeituosa da Estação Espacial durante caminhada no espaço

2 dez 2021 19h03
ver comentários
Publicidade

Dois astronautas da Nasa completaram uma caminhada espacial de seis horas e meia, nesta quinta-feira, para substituir uma antena defeituosa na Estação Espacial Internacional, uma missão que a Nasa disse ter um risco ligeiramente maior representado por destroços orbitais deixados pelo teste de um míssil russo semanas atrás.

Astronautas durante missão do lado de fora da Estação Espacial Internacional
02/12/2021
NASA TV/Divulgação via REUTERS
Astronautas durante missão do lado de fora da Estação Espacial Internacional 02/12/2021 NASA TV/Divulgação via REUTERS
Foto: Reuters

Os astronautas Thomas Marshburn e Kayla Barron saíram de uma câmara pressurizada do laboratório de pesquisa orbital a cerca de 400 km acima da Terra para começar seu trabalho às 8h15 (horário de Brasília), uma hora antes do previsto.

A "atividade extra-veicular" (EVA) ocorreu após um atraso de 48 horas causado por um alerta de detritos orbitais --considerado o primeiro adiamento em mais de duas décadas de história da estação espacial-- que a Nasa posteriormente considerou sem importância.

A origem dos destroços detectados recentemente não foi esclarecida pela Nasa. Um porta-voz disse que não há indicação de que tenha vindo de fragmentos do satélite extinto que a Rússia despedaçou com um teste de míssil no mês passado.

A saída de quinta-feira foi a quinta caminhada no espaço para Marshburn, de 61 anos, um médico e ex-cirurgião de voo com duas viagens anteriores à órbita, e a primeira para Barron, de 34 anos, oficial de submarino da Marinha dos EUA e engenheira nuclear em seu primeiro voo espacial para a Nasa.

"Foi incrível", disse Barron a Marshburn.

Durante a caminhada no espaço, eles removeram um conjunto de antena de comunicação de rádio banda S com defeito, agora com mais de 20 anos, e o substituíram por um sobressalente fora da estação espacial.

A estação espacial está equipada com outras antenas que podem executar as mesmas funções, mas a instalação de um sistema de substituição garante um nível ideal de comunicações, disse a Nasa.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade