0

Apoio a presidente do México atinge menor índice após contratempos de segurança

8 nov 2019
16h48
atualizado às 18h27
  • separator
  • 0
  • comentários

O apoio ao presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, atingiu o menor nível desde que ele tomou posse quase um ano atrás, já que foi afetado por problemas com a segurança, mostrou uma pesquisa recorrente nesta sexta-feira.

Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, durante entrevista coletiva na cidade de Oaxaca 
18/10/2019
REUTERS/Jorge Luis Plata
Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, durante entrevista coletiva na cidade de Oaxaca 18/10/2019 REUTERS/Jorge Luis Plata
Foto: Reuters

A sondagem diária do instituto de pesquisas Consulta Mitofsky mostrou o índice de aprovação de López Obrador em 59,8%, tendo sofrido um declínio progressivo desde a tentativa abortada do governo de capturar um filho do chefe do narcotráfico Joaquín "El Chapo" Guzmán no dia 17 de outubro.

O governo dele teve mais um revés nesta semana, quando três mulheres e seis crianças de famílias norte-americano-mexicanas de origem mórmon foram assassinadas por supostos atiradores de um cartel em uma estrada de terra isolada do norte do México.

Tentando dissipar as preocupações, López Obrador disse nesta sexta-feira que a mobilização da Guarda Nacional, a força de polícia militarizada que criou para supervisionar a segurança, ainda está em andamento, e argumentou que grande parte do território está livre da violência homicida.

"Com estes acontecimentos lamentáveis, vocês podem pensar que o país todo está assim", disse ele em uma coletiva de imprensa de rotina, classificando o problema como "concentrado" em certas áreas.

Cerca de metade dos assassinatos registrados até setembro ocorreram em sete das 32 regiões do México, mostram dados oficiais. Apesar disso, uma série de massacres a tiros nas semanas passadas minaram a confiança na estratégia de López Obrador para reduzir os níveis recordes dos homicídios. Isso afetou sua aprovação, e a cifra da pesquisa desta sexta-feira foi a mais baixa de seu governo, disse Roy Campos, chefe da Mitofsky.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade