PUBLICIDADE

Apesar de dores, Papa confirma viagem ao Canadá em julho

F

13 mai 2022 10h31
| atualizado às 10h52
ver comentários
Publicidade

O Vaticano confirmou nesta sexta-feira (13) que o papa Francisco visitará o Canadá entre os dias 24 e 30 de julho, apesar das fortes dores que o pontífice tem sentido em seu joelho direito.

Papa Francisco em encontro com povos indígenas do Canadá, em 1º de abril
Papa Francisco em encontro com povos indígenas do Canadá, em 1º de abril
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Segundo comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé, o líder católico passará pelas cidades de Edmonton, Québec e Iqaluit, mas a programação definitiva será "divulgada nas próximas semanas".

A viagem apostólica coincidirá com o Dia de Santa Ana, em 26 de julho, data bastante celebrada por indígenas católicos do Canadá, e chega na esteira da descoberta de valas comuns com centenas de corpos não identificados em antigos internatos administrados pela Igreja no país.

As primeiras covas foram encontradas em maio de 2021, no terreno de uma antiga escola de Kamloops, na província ocidental da Colúmbia Britânica, expondo as feridas nunca curadas da cristianização forçada de povos indígenas canadenses.

Esses internatos tinham como objetivo "educar" os nativos de acordo com os preceitos católicos, mas, para isso, retiravam crianças à força de suas comunidades e as obrigavam a abandonar seus costumes e sua língua. Além disso, os alunos eram vítimas frequentes de abusos sexuais e físicos por parte dos professores.

A Igreja Católica no Canadá pediu perdão em setembro de 2021, após ataques contra paróquias em protesto contra os crimes cometidos nas escolas residenciais, mas Francisco se desculpou apenas em abril deste ano, depois de reuniões com indígenas no Vaticano.

"Tudo isso é contrário ao Evangelho de Jesus. Pela reprovável conduta daqueles membros da Igreja Católica, peço perdão a Deus e gostaria de dizer a vocês do fundo do coração: estou muito entristecido e me uno aos irmãos bispos canadenses para pedir desculpas", disse o Papa na ocasião.

Edmonton, capital da província de Alberta, e Québec, capital da província homônima, são duas das principais cidades do Canadá.

Já Iqaluit é a capital e único município do território de Nunavut, maior região do país em extensão geográfica e também a mais setentrional, com boa parte de sua área situada dentro do Circulo Polar Ártico.

A população de Iqaluit é formada majoritariamente por inuits (56%), esquimós que habitam regiões árticas.

Dores

A viagem ao Canadá foi marcada apesar das fortes dores que o Papa vem sentindo em seu joelho direito desde o início do ano.

O incômodo já provocou alterações nos protocolos das celebrações do pontífice e fez com que Jorge Bergoglio começasse a usar uma cadeira de rodas para se locomover.

Francisco também tem viagens previstas para o Líbano, em junho, e para República Democrática do Congo e Sudão do Sul, na África Subsaariana, entre 2 e 5 de julho. A ida ao país do Oriente Médio, no entanto, ainda não foi confirmada oficialmente pelo Vaticano.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade