0

Antes de visita do Papa, Iraque executa 3 condenados por terrorismo

Francisco chegará ao país no dia 5 e ficará até 8 de março

3 mar 2021
17h47
atualizado às 17h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Três iraquianos condenados à morte por "terrorismo" foram executados, nesta quarta-feira (3), na prisão de Nassiriya, no sul do país.

A informação foi confirmada pelas autoridades locais à agência de notícias francesa AFP.

Desde que o Iraque proclamou vitória contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), no final de 2017, centenas de iraquianos foram condenados à morte por pertencerem a organização terrorista.

No fim do ano passado, inclusive, a comunidade internacional fez uma campanha para barrar as execuções no país, após a execução de 21 condenados, quase todos por terrorismo.

Esta é mais uma execução em um dos países com o maior número de sentenças de morte no mundo, considerado o quarto que mais executa.

As sentenças foram cumpridas apenas dois dias antes do papa Francisco iniciar sua visita histórica ao Iraque, entre 5 e 8 de março.

Para o Pontífice, que é contra a prática, a pena de morte é uma "grave violação do direito à vida" de cada pessoa. O religioso acredita que existem outros e mais eficazes meios de pagar pelos danos causados à sociedade.

Veja também:

O que príncipe Philip viu acontecer no mundo em quase cem anos de vida
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade