11 eventos ao vivo

Nova pista reanima buscas por submarino argentino

22 nov 2017
11h59
atualizado às 14h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Mulher caminha diante de bandeira argentina em base naval em Mar del Plata
 21/11/2017     REUTERS/Marcos Brindicci
Mulher caminha diante de bandeira argentina em base naval em Mar del Plata 21/11/2017 REUTERS/Marcos Brindicci
Foto: Reuters

Um novo sinal foi detectado perto da Patagônia argentina e reacendou hoje (22) as esperanças de encontrar o submarino ARA San Juan, desaparecido há uma semana com 44 tripulantes a bordo. De acordo com o jornal "El Clarín", fontes envolvidas com as operações de busca relataram terem detectado um "novo sinal" na noite de ontem na costa sul da Argentoina, mas a informação não foi confirmada oficialmente pelas autoridades.

Segundo a fonte, o possível sinal fez as equipes de resgate estabelecerem um novo perímetro de buscas no Atlântico Sul. Uma frota liderada pela corveta Drummond, das Forças Armadas da Argentina, foi enviada para a zona para verificar se o sinal detectado corresponde ao submarino. Outras informações, vindas dos Estados Unidos, dizem que aviões conseguiram enxergar uma "mancha" de um objeto metálico, a cerca de 300 quilômetros da costa de Puerto Madryn e a 70 metros de profundidade.

O submarino ARA San Juan partiu há nove dias da região do Ushuaia, no extremo sul da Argentina, e deveria ter chegado no domingo à sua base naval, em Mar del Plata, a 400 quilômetros ao sul de Buenos Aires. A comunicação com o submarino foi perdida há uma semana. O porta-voz da Marinha argentina, o capitão Enrique Balbi, reconheceu que o tempo está passando e deixando a situação "mais crítica". "Não perdemos as esperanças, mas estamos entrando em uma fase crítica", comentou. De acordo com previsões de especialistas, o submarino teria sete dias de oxigênio para toda a tripulação. Como as buscas já entram no sexto dia, resta pouco.

Veja também:

 

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade