0

Guaidó convoca protestos na Venezuela para 1º de maio

Fronteira com o Brasil está fechada há dois meses

20 abr 2019
11h14
atualizado às 11h47
  • separator
  • 4
  • comentários

Opositores de Nicolás Maduro, liderados pelo autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, organizam uma megamanifestação para o dia 1º de maio, Dia do Trabalho.

Foto: Reuters

No Twitter, Guaidó convocou a população para os protestos. "No 1º de maio, sabendo que hoje não há salário que dê conta, faremos a maior mobilização de nossa história para exigir que cesse a usurpação e por um governo de transição", escreveu.

No mês passado, opositores e apoiadores do presidente Nicolás Maduro saíram às ruas em manifestações quase diárias que se tornaram parte do cotidiano do país.

Desde o dia 21 de fevereiro, a fronteira entre a Venezuela e Brasil está fechada, por ordem de Maduro, o que impediu o envio de ajuda humanitária. O governo brasileiro, assim como a União Europeia (UE) e os Estados Unidos, pedem a saída de Maduro do poder e a convocação de novas eleições, além de reconhecerem a autoridade de Guaidó.
   

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 4
  • comentários
publicidade