PUBLICIDADE

Furacão Newton chega ao México com ventos de 150 km/h

6 set 2016 11h28
| atualizado às 11h43
ver comentários
Publicidade
Chuvas intensas que antecederam a chegada do furacão provocaram alagamentos e deixaram desabrigados
Chuvas intensas que antecederam a chegada do furacão provocaram alagamentos e deixaram desabrigados
Foto: EFE

O furacão Newton, de categoria I na escala Saffir-Simpson, tocou a terra nesta terça-feira sobre a Península de Baixa Califórnia do México, mantendo em alerta esta região e o noroeste do país pelas intensas chuvas e ventos.

"O furacão ingressou em território nacional na Baixa Califórnia do Sul, na parte de Los Cabos às 3h de Baixa Califórnia do Sul (6h, em Brasília), a 150 quilômetros por hora", disse o diretor-geral da Comissão Nacional de Água (Conagua), Roberto Ramírez da Parra, em entrevista à Rádio Fórmula.

O titular da Conagua explicou que Newton, que se transformou na segunda-feira em furacão, está "muito perto" de ser categoria 2.

"É muito grande e traz muita água, estamos esperando que deixe cerca de 200-250 milímetros que é uma quantidade muito considerável para esta parte, onde chove muito pouco", acrescentou.

Parra explicou que o furacão já passou por Los Cabos, na Baixa Califórnia do Sul, e estava a ponto de adentrar no Mar de Cortês para seguir rumo ao estado de Sonora ainda como furacão categoria I.

De novo na água, o ciclone voltará "a se intensificar novamente, pois o oxigênio destes fenômenos é a temperatura do mar", disse.

São esperadas ondas de 4 a 5 metros de altura no litoral de Jalisco, Oriente e sul de Baixa Califórnia Sul, podendo alcançar até os 7 metros em zonas marítimas.

Foi decretado alerta vermelho (perigo máximo) para Baixa Califórnia do Sul, e o laranja (perigo alto) para o sul de Baixa Califórnia e sul de Sonora e o centro e norte de Sinaloa.

EFE   
Publicidade
Publicidade