1 evento ao vivo

Em visita à catedral de Quito, Papa pede fim da desigualdade e da exclusão

6 jul 2015
23h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O papa Francisco pediu nesta segunda-feira ao povo equatoriano o fim das diferenças e da exclusão no país, em uma breve mensagem que dirigiu aos fiéis que o esperavam no interior da catedral metropolitana de Quito.

"Peço que não haja diferenças, não haja excluídos, que não haja pessoas descartadas e que todos sejam irmãos, que se incluam e que nenhum esteja fora da grande nação equatoriana", disse o pontífice.

Antes de abençoar os presentes, o papa pediu que os fiéis rezassem uma Ave Maria, se despedindo na sequência.

Francisco chegou à catedral de Quito depois da visita de cortesia ao presidente do Equador, Rafael Correa, no palácio Carondelet. Eles se despediram no pátio da sede do governo. O papa, então, percorreu a pé os 50 metros que separam os dois edifícios.

Esse foi o último ato do segundo dia da viagem papal ao Equador. Após sair da catedral, Francisco voltou à Nunciatura, onde centenas de pessoas o esperavam na entrada do prédio.

O Equador é a primeira parada do papa nesta viagem latino-americana que o levará também à Bolívia e ao Paraguai.

Veja também:

"Eu pensei: 'Vou morrer?'": a noiva surpreendida durante ensaio pela explosão no Líbano
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade