PUBLICIDADE

Raúl Castro vai participar dos funerais de Nelson Mandela

9 dez 2013 00h30
| atualizado às 00h33
ver comentários
Publicidade
<p>Imagem de Nelson Mandela &eacute; cercada por flores, velas e mensagens de condol&ecirc;ncia em Joanesburgo</p>
Imagem de Nelson Mandela é cercada por flores, velas e mensagens de condolência em Joanesburgo
Foto: AP

O presidente de Cuba, Raúl Castro, liderará a delegação do país que vai participar dos funerais do líder sul-africano Nelson Mandela, informou neste domingo a televisão estatal cubana. O general Castro viajará para a África do Sul acompanhado pelo ministro das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez, e pelo embaixador Carlos Fernández de Cossío.

A televisão cubana não disse o momento concreto em que a comitiva cubana partirá para os funerais de Mandela, que começam na terça-feira com uma missa oficial no Estádio de Soweto, em Johanesburgo, e se prolongarão até o domingo 15 de dezembro, quando o ex-presidente sul-africano será sepultado em Qunu, o local onde passou sua infância.

No dia da morte do líder africano, o presidente de Cuba expressou sua profunda dor pela morte de Mandela, de quem elogiou "a altura de seu exemplo, a grandeza de sua obra e a firmeza de suas convicções" na luta contra o apartheid, em carta dirigida ao presidente da África do Sul, Jacob Zuma.

O Conselho de Estado da ilha decretou três dias de luto oficial e nacional a partir da sexta-feira e até este domingo pela morte do ex-presidente sul-africano e prêmio nobel da paz. O lendário líder sul-africano visitou Cuba em julho de 1991 como presidente do Congresso Nacional Africano (CNA), quase um ano e meio depois de sua libertação, após cumprir 27 anos de prisão.

Durante sua estadia na ilha recebeu a máxima condecoração deste país, a "Ordem José Martí", que lhe deu o líder cubano Fidel Castro.

EFE   
Publicidade
Publicidade