1 evento ao vivo

Michael Anthony Lahue revela os desafios do processo criativo nas composições

19 jun 2020
12h21
atualizado às 12h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

                                                

Michael Anthony Lahue
Michael Anthony Lahue
Foto: JayPRO

A criatividade é uma ferramenta chave para quem deseja se destacar no mercado. No entanto, não existe um roteiro ou padrão para atingir um objetivo específico quando o assunto é criar. Nem sempre uma mente criativa é capaz de desenvolver trabalhos com fluidez, podendo chegar ao ponto em que chamamos de "bloqueio criativo": a habilidade de desenvolver algo original requer inspiração, mas mais do que isso, dedicação.

Músico destaque, com mais de 100 mil seguidores conquistados em uma única rede social em um curto período de tempo, Michael Anthony é especialista no assunto criatividade e responde perguntas frequentes sobre seu trabalho como compositor:

Como acontece o processo criativo? Existe um checklist a ser acompanhado durante as composições?

Michael Anthony é constantemente questionado sobre o assunto, se a melodia vem primeiro, a harmonia, a letra, ou tudo junto, mas explica que não é um processo tão objetivo assim: "às vezes a canção surge de um sentimento, outrora, representa uma experiência de vida, ou conta uma história. A potência da música está na qualidade de expressar e evocar emoções e transmitir sentidos; despertar associações no ouvinte através de metáforas. A canção une esta linguagem não-verbal da música com palavras e assim surge a magia das canções que a gente ama e não cansa de ouvir e cantar", comenta o músico.

Para chegar nesta canção encantadora, é preciso não só compor, mas também aprender a interpretar cada canção. É preciso dedicação, estudar acordes e melodias, criar uma base da estruturação de boas ideias e exercitar o senso crítico para aflorar todo o potencial.

Podemos dizer que a criatividade é algo universal? Qualquer pessoa pode se dizer criativa?

Apesar de afirmar que sim, o ser humano já nasce com essa característica, o músico explica que a criatividade não deve ser forçada e que o processo de criar algo pode durar segundos ou até mesmo horas: "acredito que todos nós temos esse potencial e devemos viver num modo criativo, pelo simples prazer e por nosso bem-estar, sem a necessidade de cumprir expectativas sociais, como por exemplo, a ideia que só o artista pode criar e que esta criatividade deve resultar num produto vendável", afirma Michael Anthony.

Fazer música é algo difícil? O que diria para quem está começando?

Para o músico, criar não é algo difícil e sim um processo natural, o qual deve ser conduzido sem muita rigidez: "me dá muita satisfação criar um som bonito, principalmente no piano e com minha voz. Também serve como um meio de trabalhar as emoções e lidar com situações difíceis. A escolha de fazer música é só uma escolha no sentido de querer uma vida saudável e gratificante", comenta Michael Anthony, que afirma que seu processo criativo é sustentado na vivência diária, por exemplo, fazendo yoga, cuidando da horta ou brincando com os seus filhos. 

                                               

Michael Anthony Lahue
Michael Anthony Lahue
Foto: JayPRO

Como enfrentar o desafio de não fazer apenas mais do mesmo no seu ramo de estilo musical?

Trabalhar a questão da originalidade é um desafio, principalmente quando se tem em mente uma lista de pessoas nas quais o artista se inspira e admira: "um técnico de piano entrou na minha sala uma vez e achou que estava tocando Tom Jobim quando, na verdade, era uma música autoral. Uma professora de português disse que minhas letras pareciam as do Chico Buarque. Um jornalista me comparou com Ivan Lins, pela qualidade da minha voz e o fato de eu cantar e tocar piano", comenta.

Apesar da semelhança o deixar orgulhoso, segundo o músico é necessário expandir os horizontes e mostrar à que veio: "sempre existe esta necessidade interna da gente categorizar e compreender o outro através daquilo que já conhecemos. Eu sempre procuro a autenticidade na minha arte e reconheço a divisão entre meu gosto musical e a minha obra musical. Ambos convivem e evoluem com tempo, mas um não define o outro". 

O mercado musical em alta torna-se exigente, mas a prática poderá levar a caminhos inimagináveis. A música como resultado do processo criativo promove a reflexão e alimenta emoções, permitindo ao ouvinte relembrar momentos e ver a realidade por um outro ângulo, agradando aos mais distintos gostos: "eu pratico piano, treino minha voz, e escrevo letras, mas este trabalho é só um preparo. Acho que meu estilo é um híbrido entre as minhas tendências musicais e aquilo que cada composição pede", finaliza Michael Anthony.

O estrangeiro compondo MPB segue divulgando seu trabalho por meio do lançamento de diversas composições em todas as plataformas digitais. Ser cada vez mais reconhecido e conquistar um público cada vez maior no Brasil realizando shows é só mais um desafio em sua carreira. Um pouco mais sobre seu trabalho e detalhes de suas composições podem ser consultados através das redes sociais Instagram (@michaelanthonylahue), YouTube (/michaelanthonylahuemusic), Facebook (/michaelanthonylahue), Twitter (@mpbdocoracao) ou pelo site (michaelanthonylahue.com.br).

Veja também:

'Passei a odiar meus pais': o relato de um homem submetido a tratamento de 'cura gay'
JayPRO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa JayPRO e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade