PUBLICIDADE

Governo promove diplomata 'olavista' para posição de comando

Roberto Goidanich foi presidente da Funag, vinculada ao Itamaraty, durante a gestão do ex-ministro Ernesto Araújo; o diplomata foi exonerado da fundação em julho deste ano

1 set 2021 - 05h29
(atualizado às 07h32)
Compartilhar
Exibir comentários

O diplomata Roberto Goidanich foi promovido a diretor do Departamento de Índia, Sul e Sudeste da Ásia, subordinado ao Itamaraty, nesta terça-feira, 1º. Goidanich atuava como chefe de uma das divisões do mesmo departamento desde que foi exonerado, em julho, do comando da Fundação Alexandre Gusmão (Funag), vinculada ao ministério.

Roberto Goidanich foi promovido pelo governo
Roberto Goidanich foi promovido pelo governo
Foto: Divulgação/Funag

À frente da Funag, o diplomata era ligado ao ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo e visto como um dos representantes da "ala olavista" do governo. Foi sob seu comando que a fundação recebeu palestras dos blogueiros Allan dos Santos e Bernardo Küster, ambos investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito das fake news.

Goidanich foi exonerado da Funag no início de julho e passou a desempenhar a função de chefe da Divisão de Sul e Sudeste da Ásia, pertencente ao departamento que agora dirige. Com a nova nomeação, publicada no Diário Oficial da União, substitui a diplomata Maria Izabel Vieira. Vieira foi designada cônsul-geral do Brasil em Houston, nos Estados Unidos, há cerca de um mês.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade