Bolsonaro ironiza 'Carta em Defesa da Democracia'

17h16 (atualizado às 17h18)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) ironizou, nesta quinta-feira, 28, em conversa com apoiadores em Brasília, a 'Carta em Defesa da Democracia' e atribuiu a mobilização de banqueiros e empresários como uma suposta reação à popularização do Pix. "Você pode ver, esse negócio de carta aos brasileiros, à democracia, os banqueiros estão patrocinando. É o Pix que eu dei a paulada neles, os bancos digitais também que nós facilitamos", declarou o presidente a apoiadores. "Estamos acabando com o monopólio de bancos. Eles estão perdendo poder. Carta pela democracia... Qual a ameaça que eu estou oferecendo para a democracia?", acrescentou. Ontem, em convenção do PP que selou o apoio do partido à sua candidatura à reeleição, o presidente já havia minimizado a manifestação. "Vivemos num país democrático, defendemos a democracia, não precisamos de nenhuma cartinha para dizer que defendemos a democracia", afirmou o chefe do Executivo. O manifesto, organizado na Faculdade de Direito da USP, reúne juristas, banqueiros, políticos, empresários e já conta com a adesão de mais de 165 mil pessoas em menos de dois dias após ter sido lançado.

Fonte: Redação Terra
Publicidade

Vídeos relacionados

Recomendado para você

Publicidade