2 eventos ao vivo

Porto Alegre usa apps para mobilidade

Parceria com o aplicativo Waze permite medir ganho de tempo nas faixas exclusivas de ônibus e ver o reflexo nas faixas remanescentes do automóvel

22 set 2020
13h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Desde outubro de 2019, a Avenida Independência, no centro histórico de Porto Alegre (RS), tem uma faixa exclusiva para o transporte público que já ampliou em 17,5% a velocidade média dos ônibus. Alcançado em dias úteis, o resultado é consequência do uso da tecnologia e de ações desenvolvidas em parceria com a iniciativa privada.

Enquanto os GPSs dos ônibus medem o tempo ganho pelos passageiros, o aplicativo Waze mostra que os carros demoram mais para concluir um trecho de 1,1 quilômetro - neste caso, a velocidade caiu 2,5%. A parceria, sem custo para a prefeitura, é que permite essa comparação. "Conseguimos medir o ganho de tempo nas faixas exclusivas e ver o reflexo nas faixas remanescentes do automóvel. Ainda que essas análises tenham ficado prejudicadas por causa da pandemia", disse o secretário de Mobilidade Urbana, Rodrigo Tortoriello.

Além de Porto Alegre, o aplicativo Waze for Cities é utilizado em cerca de outras 130 cidades brasileiras. "Além de um aplicativo de navegação, nós somos uma comunidade de motoristas. Toda vez que se está usando, você tem a opção de reportar um carro quebrado, um buraco na via. Percebemos que isso tinha um grande valor para as cidades", afirmou o responsável da empresa por parcerias na América Latina, Douglas Tokuno.

Fluidez

Porto Alegre também opera há quase um ano uma ferramenta do aplicativo 99 para otimizar os semáforos. A empresa fornece dados em tempo real dos motoristas e gera um "mapa de fluidez", de forma gratuita, que permite estimar a velocidade média de aproximação dos cruzamentos e o tamanho das filas. Em março, Porto Alegre começou a testar a primeira programação semafórica sugerida pela 99 em cinco cruzamentos.

"Quando conseguimos oferecer uma plataforma para o poder público que gere mais informações e ajude a cidade a ficar mais fluida e eficiente, isso é bom para o nosso usuário, que gasta menos tempo e menos recurso no transporte, e para todo o ecossistema da cidade", afirmou o especialista em Políticas Públicas do aplicativo 99, Rodrigo Ferreira.

Veja também:

Último debate entre Trump e Biden tem tom mais ameno, mas com troca de acusações; veja destaques
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade