PUBLICIDADE

José de Abreu desiste de ser candidato nas eleições de 2022

O ator pretendia disputar uma vaga como deputado federal pelo PT do Rio de Janeiro, mas recuou da ideia para preservar a família

19 dez 2021 14h16
ver comentários
Publicidade

Petista histórico, habituado a se envolver em polêmicas nas mídias sociais por seus posicionamentos políticos, o ator José de Abreu desistiu de tentar a sorte nas próximas eleições. Amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Abreu tinha planos para lançar sua candidatura a deputado federal pelo PT do Rio de Janeiro em 2022, mas mudou de ideia ao reconhecer possíveis impactos de suas escolhas na carreira de seus filhos.

Em entrevista ao jornal O Globo, o ator afirmou que, caso fosse eleito, se tornaria uma "pessoa exposta politicamente" (da sigla PEP, definição legal para agentes públicos). Esse fato poderia criar barreiras profissionais para seus filhos, disse ele. Algumas empresas privadas possuem regras em relação a pessoas (e seus parentes) que possuem funções públicas.

"Fiquei muito deprimido após tomar essa decisão. Mas, em reunião com meus filhos, entendi que não podia fazer isso com a família, todos ficariam expostos politicamente, e as empresas têm compliance muito rígido sobre isso."

Essas regras também poderiam impactar o futuro do ator caso decidisse retornar para a arte depois do mandato parlamentar. "Minha candidatura é inviável, não tem condições", lamentou.

José de Abreu ganhou destaque recentemente ao compartilhar sua opinião política nas redes sociais e entrar em embates com a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) e a ex-colega de trabalho Regina Duarte, depois de ter aceitado o cargo na Secretaria da Cultura do Governo de Jair Bolsonaro.

Nas redes sociais, o ator confirmou a retirada de sua candidatura.

Estadão
Publicidade
Publicidade