1 evento ao vivo

Alckmin diz que voto em Bolsonaro ajudará em volta do PT

O candidato disse também que as eleições deste ano são "atípicas" e que "ninguém está garantido no segundo turno".

13 set 2018
14h12
atualizado às 15h48
  • separator
  • comentários

Em sabatina promovida pelo jornal O Globo, nesta quinta-feira, 13, no Rio, o candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, reiterou que muita gente que está votando no candidato do PSL, Jair Bolsonaro, não sabe que está elegendo o PT. "Muita gente está votando no Bolsonaro e dando passaporte para a volta do PT e o que eu puder fazer para evitar isso vou fazer. Acho que vai ter voto útil, à medida que vai avançando a campanha", disse.

O candidato do PSDB se preocupou em se desvincular do governo de Michel Temer (MDB). Ele disse ter sido contra o partido ingressar no governo, a que se referiu como "um grande problema porque não tem voto".

Geraldo Alckmin, candidato à Presidência da República, durante debate em Brasília
06/06/2018
REUTERS/Adriano Machado
Geraldo Alckmin, candidato à Presidência da República, durante debate em Brasília 06/06/2018 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Adriano Machado / Reuters

"Você é um intruso, a democracia tem lógica. O PSDB não tem nada a ver com esse governo, totalmente distanciado do povo. Partido moderno dialoga com o povo, presta conta", afirmou Alckmin, acrescentando que o "PT que escolheu o Temer".

O candidato disse também que as eleições deste ano são "atípicas" e que "ninguém está garantido no segundo turno". "Não sou melhor do que ninguém, as propostas não são iguais. Mas também eu tenho um diferencial, nós fizemos", afirmou.

Ao ser questionado se não achava que nem Jair Bolsonaro já estaria garantido no segundo turno, ele disse ser contra candidatos populistas, seja de esquerda ou direita. "Isso de aventureiros tem consequências lá na frente. Não leva a lugar nenhum", comentou.

Veja também:

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade