Quanto custa estudar Engenharia de Produção?

Veja a seguir quanto custa estudar Engenharia de Produção em universidades pelo Brasil e aprenda a calcular todos os custos envolvidos nesta formação!

20 dez 2017
15h38
  • separator
  • comentários

Engenharia de Produção é uma profissão em alta no mercado, mesmo em épocas de economia instável. O motivo para isso é o papel que o profissional desta área desempenha em empresas e indústrias.

Quanto custa?
Quanto custa?
Foto: Mundo vestibular

O engenheiro de produção agrega conhecimentos de Engenharia e Administração, atuando como uma ponte entre a área técnica e o setor administrativo das organizações. Seu objetivo é economizar recursos e aumentar a produtividade.

Quem está pensando em estudar Engenharia da Produção deve se preparar. A carga horária é intensa e as mensalidades, dependendo da instituição, podem ser bem elevadas.

Veja a seguir quanto custa estudar Engenharia de Produção em diversas universidades pelo Brasil e aprenda a calcular todos os custos envolvidos nesta formação!

Mensalidade de Engenharia de Produção

O valor médio para estudar Engenharia de Produção é de R$ 1.100 por mês. Por sorte, é possível encontrar mensalidades bem mais em conta, tanto em cursos presenciais como a distância (EAD).

A graduação é fácil de ser encontrada em instituições públicas e privadas de todo o Brasil.

Veja agora quanto você vai precisar investir para fazer o curso presencial de Engenharia de Produção:

Mensalidades de Engenharia de Produção até R$ 700

São José do Rio Preto (SP)
Centro Universitário do Norte Paulista (UNORP)

Maceió (AL)
Faculdade Figueiredo Costa (FIC)

Goiânia (GO)
Faculdade Alves Faria (ALFA)

Belo Horizonte (MG)
Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO)

Mensalidades de Engenharia de Produção entre R$ 700 e R$ 1.000

Indaial (SC)
Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI)

Santa Bárbara D'Oeste (SP)
Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)

Campos dos Goytacazes (RJ)
Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Recife (PE)
Faculdade de Tecnologia IBRATEC (UNIBRATEC)

Manaus (AM)
Centro Universitário Nilton Lins (NILTONLINS)

Mensalidades de Engenharia de Produção entre R$ 1.000 e R$ 1.500

Fortaleza (CE)
Faculdade Nordeste (FANOR | DeVry)

São Paulo (SP)
Universidade São Judas Tadeu (USJT)

Belém (PA)
Instituto de Estudos Superiores da Amazônia (IESAM)

Curitiba (PR)
Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Sinop (MT)
Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Sinop (FACISAS)

Mensalidades de Engenharia de Produção acima de R$ 1.500

Campinas (SP)
Faculdade de Administração de Empresas (FACAMP)

Caxias do Sul (RS)
Faculdade da Serra Gaúcha (FSG)

Belo Horizonte (MG)
Faculdade Ibmec (IBMEC)

Rio de Janeiro (RJ)
Centro Universitário Moacyr Sreder Bastos (UNIMSB)

São Paulo (SP)
Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE)

Mensalidades de Engenharia de Produção a distância

O investimento necessário para estudar Engenharia de Produção a distância vai de R$ 300 a R$ 700 por mês. A maioria das instituições cobra um valor médio de R$ 450 reais mensais.

Os preços podem variar de acordo com a região. O ideal é consultar a faculdade do seu interesse sobre o valor e a disponibilidade do curso na sua cidade.

Veja algumas instituições que oferecem o curso de Engenharia de Produção a distância:

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Universidade de Franca (UNIFRAN)

Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)

Custos extras para quem vai estudar Engenharia de Produção

Embora a mensalidade de Engenharia de Produção não esteja entre as mais caras das engenharias, é bom ficar de olho nos gastos extras que esta graduação exige.

Este detalhe deve ser observado especialmente por aqueles que optam pelo curso presencial e precisam mudar de cidade para fazer a graduação ou moram muito longe da faculdade.

Conheça os principais:

Moradia
Há quem precise mudar de cidade para conseguir estudar Engenharia de Produção. Alugar e manter um apartamento muitas vezes pode sair mais caro que a própria mensalidade do curso. Tudo vai depender da cidade onde você vai viver. Em grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro, o aluguel é mais caro. Também não esqueça de incluir na conta as despesas extras que virão com a casa nova, como por exemplo:
- Água, luz e gás
- IPTU
- Taxas condominiais
- Internet e telefone
- Móveis e utensílios domésticos

Transporte
Cuidado antes de escolher uma universidade apenas pelo valor da mensalidade. Se a instituição ficar muito longe da sua casa, você vai ter que gastar um bom dinheiro (e tempo) para ir e vir todos os dias. Fique atento para o barato não sair caro. Calcule quanto você vai precisar gastar com transporte público diariamente. Se usa carro, calcule o gasto médio de combustível e inclua despesas com estacionamento, seguro e, se for o caso, pedágios.


Alimentação
Muitas vezes o curso vai demandar horas e horas de atividades em sala de aula e laboratório, obrigando o estudante a comer fora de casa. As despesas com alimentação podem sair bem salgadas no final. O ideal é fazer uma pesquisa em lanchonetes e restaurantes mais próximos e calcular o gasto mensal.


Emprego
Em algumas universidades, o curso de Engenharia de Produção é integral. Isso dificulta a vida do estudante que precisa trabalhar para pagar a faculdade. Para evitar conflitos de horário com seu trabalho, consulte a grade curricular na faculdade de seu interesse ou opte por uma graduação a distância!

Bolsas e financiamento para o curso de Engenharia de Produção

O Governo Federal oferece duas boas alternativas para quem não tem condições de bancar a faculdade particular de Engenharia de Produção. Conheça:

ProUni - O Programa Universidade para Todos concede bolsas parciais e integrais em faculdades privadas a alunos de baixa renda que tiveram um bom desempenho no Enem.

FIES
- O financiamento estudantil do Governo Federal permite que o aluno estude hoje e só pague a dívida da faculdade depois de formado, a juros baixos e prazo longo.

Em ambos os casos é preciso atender a requisitos de renda e ter um desempenho mínimo no Enem de 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.


Está a fim de estudar Engenharia de Produção? Conte para a gente nos comentários!

Mundo vestibular

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade