PUBLICIDADE

Educação

Cyberbullying atinge 1 em cada 5 crianças, aponta estudo

Pesquisa feita no Reino Unido também estima que 10% dos jovens sofrem abuso diário de "trolls" na internet, especialmente em redes sociais

11 ago 2013
10h29 atualizado às 10h36
0comentários
10h29 atualizado às 10h36
Publicidade

Uma em cada cinco crianças afirmam terem sido vítimas de cyberbullying em rede sociais durante o ano passado - com intimidações tão graves quanto estupro e violência sendo feitas. Uma pesquisa da associação britânia National Society for the Prevention of Cruelty to Children (NSPCC) mostra ainda que 10% dos jovens entre 11 e 16 anos tem sido alvo diário de "trolls" na internet. A organização clamou por estratégias destinadas à proteção das crianças antes que a situação "fuja do controle". As informações são do The Guardian.

Na última quinta-feira, anunciantes britânicos retiraram sua publicidade da rede social Ask.fm depois que uma adolescente de 14 anos se suicidou por sofrer bullying através do portal, algo que indignou o país e o primeiro-ministro, David Cameron. Hannah Smith foi encontrada morta depois de sofrer insultos e ameaças em seu perfil no portal onde os usuários podem fazer perguntas e resolver dúvidas de forma anônima.

Mensagens postadas nos últimos dias nesse site - ao qual Cameron sugeriu um boicote - incluíam um usuário pedindo ao outro, diversas vezes, que se matasse: "todo mundo deseja que você estivesse morto", escreveu um internauta. Outros visitantes sugeriam que as pessoas cortassem os pulsos, entre outras ameaças e intimidações.

Os responsáveis pelo Ask.fm, cuja base fica na Letônia, disseram em comunicado que "agiram imediatamente" para retirar os comentários ofensivos à adolescente e que ficarão "encantados de colaborar" na investigação aberta pela Polícia de Lecestershire (Inglaterra), de onde Hannah era originária.

Com informações da EFE.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade